Florestas urbanas

Projetos e atividades:

Entre a cidade e a floresta

O que é?

 

O projeto Entre a Cidade e a Floresta nasceu do desejo do Instituto Refloresta em trabalhar com os remanescentes de Mata Atlântica na cidade de São Paulo. Assim, teve início uma aproximação com a região de Parelheiros, uma das regiões que concentram esses remanescentes. Essa aproximação se deu, primeiramente, contribuindo com seminários locais, em seguida, integrando o Conselho Gestor da APA Capivari-Monos e, finalmente, apresentando o projeto Sociobiodiversidade em Comunidades Tradicionais nas APAs do Município de São Paulo para apreciação do Fundo Especial do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Fema-SP).

 

Para a implantação do projeto, buscamos parcerias locais, fundamentais para a obtenção de resultados positivos e duradouros. A primeira parceria foi estabelecida com o terreiro de candomblé Angola Asé Ylê do Hozoouane e, em seguida, com a aldeia Guarani Mbya Tenonde Porã. Essas comunidades tradicionais preservam um complexo conjunto de conhecimentos herdados dos mais velhos por meio de mitos e símbolos, que são necessários à reprodução do seu modo de vida, intimamente ligado aos ciclos da natureza. Foi esse cenário urbano complexo e múltiplo que despertou o interesse em atuar no território por meio de um projeto que procurasse pesquisar, compreender e documentar um tipo de relação que se contrapõe à concepção da natureza como mercadoria.

 

Parelheiros é uma região de mananciais que guarda muitas áreas florestais ainda preservadas, praticamente inserida na mancha urbana da metrópole paulistana. A região é legalmente protegida por duas Áreas de Proteção Ambiental, as APAs Capivari-Monos e Bororé-Colônia, cobrindo uma área de 341 quilômetros quadrados, ou 20% do município de São Paulo, o que dá a dimensão de sua importância. Nela, brotam os cursos d’água que enchem os reservatórios Billings e Guarapiranga, responsáveis por 30% do abastecimento de água da capital.

 

Trata-se de uma região em que cidade e natureza estão muito próximas, convivendo num equilíbrio extremamente delicado – no qual a floresta, quase sempre, sai perdendo. Nesse contexto, as comunidades tradicionais atuam como uma espécie de cinturão de proteção à natureza. Ao divulgar sua história, seu cotidiano e seus saberes, pretendemos colaborar tanto para a preservação dos recursos naturais locais como para o fortalecimento dessas ricas e complexas culturas.

 

Durante o projeto Entre a Cidade e a Floresta, foram realizados encontros por meio de rodas de conversa, oficinas de educação ambiental, mutirões de plantio, oficinas de futuro e oficinas de foto e vídeo.

 

 

Vigência

 

Dezembro de 2012 a janeiro de 2013

 

 

Equipe

 

Coordenação: Christianne Godoy

Antropólogos: Aila Villela Bolzan e Pedro Ferreira

Educadores: Camila Mello e Pedro Arneiro

Monitores: Claudio Popygua, Everton Tupain Txumbai, Juscelino Xunu, Karai Tataendy, Kojadê (Emili Amorim Maciel), Monique Amorim Maciel e Vera Mirim (Claudio Pires Lima)

Editor da publicação: Marcelo Delduque

Diretor do vídeo: Gianni Puzzo

Produtor de eventos: Jodel Godoy Junior

 

 

Parceiros

 

Financiadores

Fundo Especial do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Fema)

 

Parceiros

Aldeia Guarani Mbya Tenonde Porã

Terreiro de Candomblé Angola Asé Ylê do Hozoouane

 

 

Imagens

 

Mapa: Locais de realização do projeto no território do município de São Paulo

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom

 

 

Biblioteca

 

BOLZAN, Aila V. et al. (orgs.). Entre a cidade e a floresta: A vida e os desafios de comunidades tradicionais do extremo sul da cidade de São Paulo. São Paulo: Instituto Refloresta, 2013. (link externo)

Entre a cidade e a floresta - a vida e os desafios de povos tradicionais do extremo sul da cidade de São Paulo. Direção: Gianni Puzzo. São Paulo, 2012, 32 min. (link externo)

Please reload

 

 

Saiu na mídia

 

CEU Alvarenga recebe exibição de filme e debate sobre meio ambiente

Portal Catraca Livre, 24 de setembro de 2013

Leia a matéria (link externo)